O que faz um gestor hospitalar?

Desde os grandes hospitais até as pequenas clínicas, o gestor hospitalar vem sendo cada vez mais essencial entre essas entidades de saúde. O mercado de trabalho está sentindo nos últimos anos a falta desse profissional. Por esse motivo, o número de pessoas que buscam qualificação e os próprios cursos de Gestão Hospitalar estão com uma média de crescimento de 25% ao ano. E para deixar mais claro para as pessoas interessadas na área, vamos explicar de forma mais geral, o que gestor hospitalar faz.

O mercado hospitalar nos últimos anos passou por grandes mudanças. Temos as regulamentações exigentes desse mercado, devido aos clientes cada vez mais bem informados e cientes dos seus direitos, transformando o ambiente hospitalar. Assim o gestor é obrigado a estar a par dessas regulamentações e fazer com que elas sejam aplicadas.

Um dos principais desafio de um gestor hospitalar moderno, é ter as informações a mão de maneira rápida e eficiente no momento em que ele precisa. Sejam informações táticas, estratégicas ou operacionais, a velocidade com que elas chegam ao gestor hospitalar é essencial para a tomada de decisões. A demora das informações ou em um caso extremo, a falta dela, pode levar a um prejuízo financeiro e a perca de tempo.

Outro ponto bem presente na vida de um gestor hospitalar, é o controle de gastos com o intuito de evitar desperdícios. Controle de suprimentos, para não perde-los devido aos prazos de validade, para que não haja uma quantidade desnecessária no estoque e principalmente para que os materiais estejam disponíveis para a realização de procedimentos.

O controle de faturamento é imprescindível para conferir se tudo o que está sendo feito, está autorizado, para que não haja prejuízos futuros. Este controle permite garantir que tudo aquilo que está sendo realizado, esteja sendo cobrado devidamente. Se estes controles não forem bem realizados, há uma grande possibilidade da rentabilidade do hospital ser prejudicada. Para evitar isso é necessário um bom sistema de custos, que permita uma ampla visão de como está os negócios, além de um bom sistema contábil que proporcione informações apuradas.

O investimento do setor hospitalar em TI vem crescendo nos últimos anos. Além do nível de profissionalização na gestão hospitalar e principalmente na gestão de TI está aumentando consideravelmente, gerando uma boa perspectiva de futuro para área. E quando se fala em TI, o gestor hospitalar deve ter em mente que esse investimento não deve ser somente em equipamentos, tão importante quanto é o investimento em softwares de gestão, para que haja uma integração refletindo diretamente na perfomance da gestão hospitalar.

Contribuindo para a eficácia na gestão hospitalar, o Pega Plantão disponibiliza sem custo algum o teste do nosso software de gestão de escalas. A implantação do Pega Plantão, influencia diretamente na economia de tempo e recursos financeiros da instituição. Estamos aqui para fazer parte das grandes mudanças do mercado e auxiliar o atual e futuro gestor hospitalar no grande desafio de gerenciar entidades de saúde.

Postagens recente